quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

JACOB RABBI , ALGOZ DO NORDESTE

JACOB RABBI , ALGOZ DO NORDESTE HOLANDÊS



Jacob Rabbi é sem dúvida a figura mais sinistra , abominável e hedionda do domínio holandês no Nordeste do Brasil . O seu nome está vinculado aos massacres de civis promovidos pelos batavos entre os quais se sobressaem as chacinas de Cunhaú e Uruaçu no Rio Grande do Norte .

Há um consenso entre os historiadores de que Rabbi era violento , astuto, cruel , sem escrúpulo, saqueador e frio mandante e executor de assassinatos .

Ele , judeu – alemão , natural do condado de Waldeck, emigrou para a Holanda onde foi contratado pela Companhia das Índias Ocidentais Holandesas .

Rabbi chegou a Recife junto com o conde João Maurício de Nassau-Siegen , em 23 de janeiro de 1637, com a missão ser intérprete junto aos índios aliados dos holandeses .

Jacob Rabbi permaneceu durante quatro anos vivendo entre aqueles indígenas e assimilou os costumes nativos, num verdadeiro processo “indianização” .

Rabbi vivia com uma nativa janduí de nome Domingas, num sítio de sua propriedade, chamado "Ceará".

Paralelamente às más qualidades , o judeu-alemão possuía certa cultura e era poliglota ( falava alemão, holandês, latim , português, tupi e tarairiu ).

De sua autoria deixou uma importante relação de viagem contendo preciosas informações sobre a geografia da capitania, bem como sobre a etnografia dos tapuias . ( “De Tapuryarum moribus et consuetubinibus, e Relatione Iacobbi Rabbi, Qui aliquot annos inter illos vixit" ) .

Todos os assaltos, saques e morticínios dos índios janduís rendiam gado, roupa e jóias ao amigo Rabbi e como resultado, o judeu conseguiu acumular uma pequena fortuna.

No comando das tropas de janduís e potiguares , Rabbi foi responsável por vários saques e chacinas em engenhos –de – açúcar , entre as capitanias do Rio Grande, Paraíba e Pernambuco.

Na noite de 4 de abril de 1646 Jacob Rabbi foi morto, em Natal, de modo violento a tiros e golpes de espada.

Sua mulher Domingas , foi despojada, totalmente, dos bens de seu companheiro .

A maioria dos historiadores defende que a morte de Jacob Rabbi foi planejada pela Companhia das Índias Ocidentais , com o intuito de dar um basta às atrocidades do alemão . Outros pesquisadores atribuem – na à vingança de Joris Garstman , comandante holandês e genro de João Lostão Navarro , morto no massacre de Uruaçu .

.



Um comentário:

  1. O nome latino do livro que está sendo fornecido no artigo está errado. O título correto do escrito de Jacob Rabbi é "De Tapuiyorum moribus et consuetudinibus ex relatione Jacobi Rabbi, qui per aliquot annos inter illos vixerat".

    ResponderExcluir