segunda-feira, 23 de abril de 2012

SEBASTIANISMO EM CANUDOS

SEBASTIANISMO
EM
CANUDOS


Sebastianismo foi um movimento místico-secular que ocorreu em Portugal na segunda metade do século XVI como consequência da trágica morte do amado rei D. Sebastião na Batalha de Alcácer-Quibir (1578 ) .
Por falta de herdeiros , o trono português terminou nas mãos do rei Filipe II  , do ramo espanhol da casa de Habsburgo.
O povo português nunca aceitou a morte do rei, divulgando a lenda de que ele ainda se encontrava vivo, apenas esperando o momento certo para voltar ao trono e afastar o domínio estrangeiro espanhol .
O Sebastianismo também influenciou certos movimentos brasileiros em todo o país , desde o Rio Grande do Sul até ao norte do Brasil




No Brasil , o sebastianismo  foi um messianismo adaptado às condições históricas e culturais regionais , traduzindo  uma inconformidade com a situação política vigente e uma expectativa de salvação , ainda que miraculosa , através da ressurreição de um morto ilustre.

Em Canudos , Antônio Conselheiro (  1830 – 1897 ) usou uma pregação sebastianisma  em seus discursos à população .

Segundo ele, D. Sebastião iria retornar dos mortos para restaurar a monarquia no Brasil, atraindo assim a ira do recém-inaugurado governo republicano do Brasil.

Antônio Conselheiro via também na realeza de D. Pedro II e na Casa de Bragança o Direito Divino do Império do Brasil recebido na Cristofania do milagre de Ourique .




Nenhum comentário:

Postar um comentário